Lista/Grade

Thomas Choi e Isadora Fernal vencem, de virada, o Campeonato Juvenil e Júnior de Inverno de São Paulo

Thomas Choi e Isadora Fernal
Foto: Thais Pastor/F2

Num dia inspirado, onde fez cinco birdies, dois deles embocando de fora do green, numa volta sem bogeys, para fazer o melhor resultado de todo o torneio no difícil e seletivo campo do São Fernando Golf Club, em Cotia (SP), Thomas Choi, de 19 anos, do São Paulo GC, venceu de virada o Campeonato Juvenil e Júnior de Inverno do Estado de São Paulo, encerrado nesta sexta-feira, 16 de julho, valendo para o Ranking Mundial Amador de Golfe (WAGR) e para os rankings nacional e estaduais.

No feminino, Isadora Fernal, de apenas 14 anos, do Poços de Caldas GC (MG), conquistou, também de virada e com o melhor resultado da semana entre as mulheres, o principal título de sua promissora carreira iniciada no Brasil Kids Golf Tour.

Choi começou a volta final perdendo por duas tacadas para Guilherme Grinberg, do Lago Azul, mas virou o jogo ainda no buraco 6, quando fez seu segundo birdie consecutivo e Guilherme já vinha uma acima do par. Choi ampliou a vantagem para duas tacadas ao embocar de fora no 7, de par 5, para mais um birdie, e fechou os primeiros nove buracos com 32 (-3) tacadas, vencendo por cinco, depois de Guilherme dar quatro putts no green do buraco 9, fazer duplo bogey e jogar 39 (+4) de ida.

Vitória – Na segunda metade do campo Choi aproveitou os outros dois buracos de par 5, o 13 e o 17, para mais dois birdies, e fez par nos demais, para vencer com 212 (73-73-66) tacadas, uma abaixo no total. Um resultado muito comemorado por Choi, que jogou seu último torneio no Brasil, pois está de malas prontas para ir morar e jogar nos EUA, defendendo o time do Indian Hills Community College, de Ottumwa, de Iowa, na Divisão I da NJCAA, o circuito colegial júnior americano, com bolsa integral. Ele já cursou o primeiro semestre online, mas por causa da pandemia só viajará para os EUA dia 12 de agosto.

“Vou jogar no começo esse Junior College, que é um dos melhores dos EUA”, conta Choi. “A princípio jogarei dois anos no Indian Hills, mas tendo um bom desempenho lá posso receber convites para um bom time da NCAA (o principal circuito estudantil americano) antes desse prazo”, aposta Choi, que só teve a oportunidade de jogar no São Fernando depois que a categoria júnior (19 a 21 anos) foi incluída pela Federação Paulista de Golfe (FPGolfe) na última hora (o nome do torneio era Juvenil de Inverno de SP) dando a oportunidade de excelentes golfistas – seis no masculino e duas no feminino – dessa faixa etária, competirem pelo WAGR, depois de 16 meses sem torneios nacionais juvenis e juniores válidos para o ranking mundial no Brasil.

Destaques – Guilherme Grinberg recuperou duas tacadas na segunda metade do campo com birdies no 16 e no 18, esse último um par 4 onde bateu drive para a banca do green, para somar 217 (72-72-73) tacadas, quatro acima, ficar em segundo na classificação geral, mas ser o campeão da categoria sem os juniores (até 18 anos), a original de competição. Guilherme recebeu o imponente troféu de posse transitória de um dos dois torneios juvenis mais importantes do estado. Como os prêmios podiam ser acumulados, Guilherme venceu ainda a categoria exclusiva para os juvenis (16 a 18 anos).

Renato da Silva Filho, do Alphaville Graciosa (PR), que vinha de um título, no domingo anterior, do Honda Open – Campeonato Bandeirantes, no Lago Azul, fez cinco birdies na rodada para marcar o segundo e último resultado abaixo do par da semana e terminar em terceiro na geral, com 222 (75-77-70) tacadas, nove acima. Pedro Miyata, de 14 anos, foi o melhor jogador do São Fernando ao terminar em quarto na geral, com 228 (79-76-73) tacadas, empatado com Matheus Park , do Paradise (75-78-75).

Idades – Choi ganhou ainda a taça de campeão Júnior (19 a 21 anos), por 16 tacadas de vantagem sobre Matheus. Os paranaenses Arthur Locoman (78-76-75) e Victor Maciel dos Santos (74-80-75) empataram em terceiro , com 229. O pódio juvenil (16 a 18 anos) teve Guilherme campeão, seguido por Renato e por Enzo Lee, do São Fernando, que somou 233  (83-78-72).

Na pré-juvenil (14 e 15 anos), Miyata virou o jogo na rodada final para vencer por uma. Guilherme Ziccardi, do Clube de Campo, foi o vice-campeão, com 229 (77-77-75), e Fernando Kireeff Filho, do Fazenda da Grama, levou o troféu de terceiro colocado, com 242 (82-77-83). Eduardo Matarazzo Affonso Ferreira, do Sapezal (85-80-81), e Bernardo Brezolin, de Pelotas (83-83-80), empataram em quarto, com 246.

Houve ainda duas categorias para mais novos, que jogaram de um conjunto de tees diferentes, mais próximos dos buracos. Na até 13 anos, Guilherme Yoshikawa, de Bastos, foi o campeão com 257 (86-86-85) tacadas, seguido por Rafael Paiva, de Brasília, com 286 (103-94-89). E na até 11 anos, Arthur Fernandes, do Terras de São José, ganhou o troféu de campeão, com 288 (99-92-97) tacadas.

Feminino – Entre as mulheres, Isadora foi melhorando de resultado a cada dia para ser campeã com 245 (85-84-76) tacadas, duas de vantagem sobre Marina Nonaka, do Arujá, que somou 247 (87-81-79). A volta final de Isadora foi a melhor de todo o torneio feminino. As gaúchas Martina Collares, de Porto Alegre, líder do primeiro dia, com 250 (82-89-79), e Maria Eugênia Loguercio Peres, de Pelotas, com 254 (83-87-84), que começara o torneio em segundo, classificaram-se em terceiro e quarto na geral, respectivamente.

Infelizmente o torneio feminino não pode valer para o ranking mundial. A configuração de bandeiras nos dois primeiros dias, sobretudo na volta de abertura, esteve muito difícil para o grupo de golfistas em campo, elevando os resultados e fazendo com que o total da campeã, 32 acima do par, ficasse oito tacadas além do mínimo (24 acima) exigido para o torneio valer para o WAGR. Esse total máximo equivale a oito acima por dia, ou 79 tacadas, em média, no campo do São Fernando. Na volta final, com posição de bandeiras mais adequadas, as três melhores do dia conseguiram esse índice.

Três troféus – Isadora levou não só o título geral, como também o título original do evento, para jogadoras até 18 anos, com sua bela taça de posse transitória, e ainda foi a campeã da categoria pré-juvenil (14 e 15 anos), um justo prêmio por seu talento e dedicação aos treinamentos. Isadora já havia vencido três torneios juvenis estaduais, disputados com as etapas paralelas ao Brasil Kids, mas esse título do ranking nacional foi, sem dúvida, a sua maior conquista, derrotando jogadoras até sete anos mais velhas.

Ana Sung Marques, do Arujá, foi a campeão júnior (19 a 21 anos), com 263 (91-83-89) tacadas, seguida por Karen Hoshino, ex-São Paulo GC, que hoje mora nos EUA onde se dedica ao xadrez, modalidade em que tem o título de Mestre e é a número 1 do Japão. De férias no Brasil e havia dois anos sem competir, ela fez bonito ao terminar em segundo, com 273 (99-94-80) tacadas.

O pódio exclusivo das juvenis teve Marina Nonaka campeã, 15 tacadas à frente da segunda colocada, Beatriz Pinheiro, do Clube de Golfe de Campinas, que somou 262 (91-87-84). A curitibana Antônia Togel ficou em terceiro, com 283 (98-88-97). Na pré-juvenil, Isadora superou a gaúcha Martina Collares  por cinco tacadas, e na até 13 anos o pódio teve Maria Eugenia campeã, seguida por Maria Eduarda Ferraz Souza, do Arujá, com 283 (94-94-95), e Gabriele Rodrigues, também do Arujá, com 308 (103-108-97).

Net – Os campeonatos juvenis da FPGolfe premiam ainda os melhores nets (descontados os handicaps) de algumas categorias, não cumulativos com os demais prêmios. Entre os meninos nascidos de 2002 a 2007 venceu Luiz Felipe Muratori, do Lago Azul, com 220 (77-71-72) tacadas, enquanto a campeã geral entre as meninas foi Victoria Fontoura Cavali, de Curitiba, com 239 (84-82-73).

Boa parte dos jogadores em campo disputará de quarta a sexta-feira da próxima semana, 21 a 23 de julho, o Campeonato Brasileiro Juvenil, no Itanhangá.

Veja também:

Gui Grinberg, Martina Collares e Valentina Bosselmann na liderança do 31º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil Gui Grinberg, Martina Collares e Valentina Bosselmann na liderança do 31º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil
Enrico Rissi foi vice-campeão do Panoramica Summer Championship, na Espanha Enrico Rissi foi vice-campeão do Panoramica Summer Championship, na Espanha
Gui Grinberg e Martina Collares saem na frente no 31º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil Gui Grinberg e Martina Collares saem na frente no 31º Campeonato Brasileiro Amador Pré-Juvenil e Juvenil
Alexandre Rocha, Rafael Becker e Rodrigo Lee disputam o Bupa Championship, no México Alexandre Rocha, Rafael Becker e Rodrigo Lee disputam o Bupa Championship, no México
© 2021 Jornal do Golfe. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.
Toborino Software