Lista/Grade

Aberto de Bastos: Leonardo Yoshikawa faz história ao vencer pela sétima vez em 10 anos

Leonardo Yoshikawa e Ademir Mazon

O 41º Torneio Aberto do Bastos Golf Clube, disputado neste final de semana, dias 27 e 28 de novembro, entrou a história do golfe paulista e brasileiro pela quantidade de recordes que registrou, a começar pelo título de Leonardo Yoshikawa, que venceu a competição pela sétima vez em 10 anos, além de ser um raro caso de presidente de clube que vence seu próprio Aberto.

Mas os superseniores, jogadores com 70 anos ou mais, foram responsáveis por mais dois recordes impressionantes. O primeiro foi conseguido por Momose Yoshihide, de 79 anos, que jogou abaixo de sua idade na volta de abertura, quando somou 78 tacadas gross. Outro recorde foi estabelecido por Miyoko Higashi, de 94 anos, que se tornou a jogadora mais velha do país a participar e terminar um campeonato aberto e com bons parciais de 79 e 81 tacadas net.

Miyoko Higashi, homenageada

Herança nipônica – A longevidade – e com saúde – sempre foi uma característica dos japoneses e não é surpresa que ela seja destaque em Bastos, um município fundado em 1928 por Senjiro Hatanaka, enviado pelo governo do Japão para procurar terras para receber as levas de imigrantes japoneses que chegavam ao Brasil, e num clube de golfe também fundado por japoneses que tem tantos jogadores com 70 anos ou mais que criou uma categoria só para eles em seu Aberto, com 17 participantes.

O curioso é que dos 11 fundadores do Bastos Golf Clube, apenas um, Tsuneki Yoshiura, mais conhecido por Nelson, jogava golfe, esporte que praticava na capital ou outras cidades paulistas. Mas isso não impediu que dez de seus amigos nikkeys de carteado, que nunca haviam jogado golfe, o apoiassem para fundar o clube que hoje é um marco do golfe paulista e sempre homenageia o grupo que tinha ainda Yoshinori Asakawa, Shigheru Kobayashi, Ayao Gobara, Tohoru Nishi, Yukio Higahi, Yoshiharu Morishita, Giro Shigihara, Shiguetoshi Takata, Tomotsu Maki e Kosako Mizuno.

Ivanilde Dezan, campea scratch

Vitória – Tanto pelo retrospecto como por jogar em casa, Léo Yoshikawa entrou como favorito ao título, mas teve que enfrentar fortes adversários que valorizaram ainda mais sua conquista. Ele saiu na frente, empatado com mais dois jogadores, mas, apesar de um bogey no 18, voltou a fazer o melhor resultado também na rodada final para ser campeão com 147 (74-73) tacadas, três acima do par.

Fernando Silva, do Campinas Golf Center, o número 1 do estado, que vinha de quatro títulos na temporada, foi o único com chances de ameaçar o título de Leo. Ele se manteve uma tacada atrás do campeão até a segunda metade do campo, antes de terminar em segundo, com 150 (75-75) tacadas.  Denis Kakimoto, de Bastos, líder da véspera, saiu da disputa ao fazer um triplo bogey 7 no buraco 4 e marcar outro 7, no 17. Ainda assim terminou em terceiro, com 151 (74-77).

Ricardo Correia, filiado à Federação Paranaense e Catarinense de Golfe, foi o outro líder da véspera, também jogou cinco acima na rodada final, para empatar em quarto, com 151 (74-77). Outro destaque foi o juvenil Wesley dos Santos, de Bastos, que vinha de um título no Torneio Juvenil de São Paulo, no último final de semana. Ele não estreou bem, mas jogou 72, a melhor volta do domingo e de todo o torneio, para terminar em quinto, com 153 (81-72).

Handicaps – Já na classificação por handicaps índex até 8,5, houve dobradinha de Bastos. O campeão foi Marcelo Graça dos Santos, com 143 (74-69) tacadas, seguido por Fabio Katayama, com 146 (76-70). O pódio foi completado por Amaro Konno, capitão do Arujá, com 148 (76-72). Na 8,6 a 14, vitória de Wellington Aderaldo, do Riacho Grande, com 140 (72-68), seguido por Ricardo Nascimento, do Paradise, com 142 (75-67) e por Leandro Metzner, do Arujá, com 144 (74-70).]

Na 14,1 a 19,4 a vitória de ponta a ponta foi de Massao Kanesaki, do Sapezal, com 134 (65-69), seguido por Leonardo Sasazaki, de Bastos, com 139 (69-70), e por Marcelo Fonseca, de São José dos Campos, com 141 (70-71). Na 19,5 a 25,7, mais um título para Bastos, com Bruno Ono vencendo com 140 (67-73). A seguir, com 146 (72-74), terminaram Edison Shiguenori Toma, do Riacho Grande, que levou o troféu de vice por ter jogado melhor nos buracos finais, e Fernando Nishimoto, de Bastos, o terceiro colocado.

Houve ainda uma categoria especial para jogadores de 25,8 em diante, vencida por Vinicius Tosta Ribeiro, do Riacho Grande, com 132 (71-61), seguido por dois jogadores de Bastos: Luis Fante, com 139 (75-64), o segundo colocado, e Alberto Yamasaki, terceiro, com 139 (64-75).

Superseniores – Os dois troféus para os seniores com 70 anos ou mais ficaram para Noboru Yagui, de Londrina, campeão com 158 (78-80) tacadas, e para Valdir Dezan, de Bastos, com 160 (78-82). O local Momose Yoshihide, de 79 anos, que jogou abaixo de sua idade na estreia, ficou em terceiro, com 167 (78-79), seguido por Kenji Amano, também de Bastos, com 168 (85-83).

Já na classificação dos superseniores por handicap, só deu Bastos no pódio. Tsuru Masaru venceu com 148 (78-70) tacadas, mesmo total de Eiji Miyakubo, que somou 148 (74-74), mas ficou em segundo por ter jogado pior na rodada final. Momose Yoshihide não levou troféu na scratch, mas ganhou o de terceiro colocado na categoria com handicap, com 149 (69-80).

Mulheres – Ivanilde Dezan, do Fazenda da Grama, foi a campeã scratch feminina com 172 (89-83) tacadas, ao virar o jogo sobre Matsuyo Aiso, de Bastos, líder da véspera, que foi vice-campeã com 173 (83-90). A seguir terminaram duas jogadoras de Bastos:

Lídia Mutsumi Nishi Tsuru, com 176 (93-83), e Fanny Emiko Kakimoto, com 178 (88-90). Na classificação por handicaps índex até 16, dobradinha de Bastos, com Lídia levando o troféu de campeã, com 150 (80-70) tacadas, seguida por Fanny, com 152 (75-77). Elisabeth Tatsumi, do Arujá, completou o pódio com 161 (82-790.

Na 16,1 a 25,7, Larissa Yonamini, do Terras do Gole (MS) venceu com 146 (70-76), seguida por duas jogadoras de Bastos: Tiyoko Sakita, com 148 (72-76) e Karina Amano, com 150 (77-73). Houve ainda uma categoria de 25,8 em diante, com Marina Fujii, de Bastos, ganhando o troféu de campeã com 174 (84-90).

Premiação – Marcos Hirasaki apresentou e entrega de prêmios que teve a mesa composta por Leonardo Yoshikawa presidente do Bastos Golf Clube; Ademir Mazon, presidente da Federação Paulista de Golfe; Matheus Mizuma, capitão do clube anfitrião, e pelos patrocinadores Leonardo Sasazaki e Alberto Yamazaki.

Veja também:

Fred Biondi assume a vice-liderança do Latin America Amateur Championship (LAAC) Fred Biondi assume a vice-liderança do Latin America Amateur Championship (LAAC)
Alexandre Rocha disputa o The Bahamas Great Abaco Classic, segunda etapa do Korn Ferry Tour Alexandre Rocha disputa o The Bahamas Great Abaco Classic, segunda etapa do Korn Ferry Tour
Taça de Abertura da temporada de 2022 do Campo Olímpico do Rio de Janeiro Taça de Abertura da temporada de 2022 do Campo Olímpico do Rio de Janeiro
Torneio de Golfe na Riviera de São Lourenço na próxima segunda-feira, dia 24 de janeiro Torneio de Golfe na Riviera de São Lourenço na próxima segunda-feira, dia 24 de janeiro
© 2022 Jornal do Golfe. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.
Toborino Software