Nova Regra Local para 2017: Movimento acidental da bola no putting green

Compartilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

Olá Golfistas,

Foi publicado em 08 de Dezembro de 2016, após um acordo da USGA e da R&A, a proposta e a autorização para a criação de uma nova regra local, que elimina a penalidade de uma tacada quando a bola é acidentalmente movida no putting green.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Esta regra local estará disponível para qualquer comitê de organização de torneios de golfe a partir de primeiro de Janeiro de 2017. A R&A e a USGA adotarão em todos os torneios a partir desta data.

Note que, como a regra do golfe só é revisada de quatro em quatro anos, a próxima revisão será em 2020. Desta forma, esta alteração deve acontecer através de uma regra local aplicada ao campo ou à competição.

David Rickman, Diretor Executivo da R&A disse: “Nos últimos anos, como parte da iniciativa da R&A e da USGA para a modernização das Regras do Golfe, consideramos a penalidade para uma bola acidentalmente movida no green. Ambos os Comitês de Regras concordaram que precisava ser mudado e decidiram que neste caso particular era importante agir agora, através de uma Regra Local, ao invés de esperar pelo próximo conjunto geral de revisões das Regras do Golfe”

Desta forma, foi oferecida uma sugestão para a Regra local:

“Movimento acidental de uma bola em um Putting Green”

As Regras 18-2, 18-3 e 20-1 são modificadas como segue:

Quando a bola de um jogador está no green, não há penalidade se a bola ou marcador de bola for acidentalmente movido pelo jogador, seu parceiro, seu adversário ou qualquer de seus caddies ou equipamentos.

A bola movida ou marcador de bola deve ser recolocada como previsto nas Regras 18-2, 18-3 e 20-1.

Esta regra local aplica-se apenas quando a bola ou marcador de bola do jogador se encontra no green e o movimento for acidental.

Nota: Se for determinado que a bola de um jogador no green foi movida como resultado do vento, água ou alguma outra causa natural, como os efeitos da gravidade, a bola deve ser jogada como se encontra a partir de sua nova localização. Um marcador de bola movido em tais circunstâncias deve ser recolocado.

Até a próxima,
J. Nabuco

Edição: 

Veja também:

Silvio Cecin vence de ponta a ponta o último torneio da temporada da ABGS Silvio Cecin vence de ponta a ponta o último torneio da temporada da ABGS
Wish Resort Foz do Iguaçu entrega carro OK na final do Circuíto 2016 Wish Resort Foz do Iguaçu entrega carro OK na final do Circuíto 2016
Claudio Kiryla reeleito para mais dois anos à frente da Associação Brasileira de Golfe Sênior Claudio Kiryla reeleito para mais dois anos à frente da Associação Brasileira de Golfe Sênior
Daniel Celestino (PR) e Laura Caetano (DF) são campeões do Juvenil do Estado de São Paulo Daniel Celestino (PR) e Laura Caetano (DF) são campeões do Juvenil do Estado de São Paulo
© 2019 Jornal do Golfe. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.
Toborino Software